Acidente da China Eastern Airlines: o que aconteceu?

Em 14 de maio de 2018, um avião da China Eastern Airlines, um Airbus A320, caiu no Aeroporto Internacional Ninoy Aquino, em Manila, nas Filipinas. O voo MU577, que havia partido de Pequim com destino a Dalian, transportava 166 passageiros e tripulantes. Infelizmente, o acidente resultou em 3 mortes e deixou dezenas de feridos.

O que causou o acidente?

As causas do acidente ainda estão sendo investigadas. Segundo as autoridades locais, o avião apresentou problemas técnicos antes de aterrissar. O piloto teria solicitado uma aterrissagem de emergência ao controlador de tráfego aéreo, mas a queda ocorreu antes que a autorização pudesse ser concedida.

Alguns relatos sugerem que o avião sofreu um colapso do trem de pouso, o que resultou na perda de controle da aeronave durante a tentativa de pouso de emergência. Outra possibilidade é que o acidente tenha sido causado por erros humanos, como falhas de comunicação entre a tripulação e a torre de controle.

Investigação em andamento

As autoridades filipinas abriram uma investigação para determinar as causas do acidente da China Eastern Airlines. A equipe de investigação inclui especialistas da Airbus, uma equipe de peritos da China, além de autoridades filipinas, que estão trabalhando em conjunto para analisar os dados de voo e as gravações das caixas pretas do avião.

Vítimas do acidente

Três passageiros do voo MU577 morreram no acidente, enquanto dezenas ficaram feridos. As autoridades informaram que a maioria dos passageiros era de cidadãos chineses. A China Eastern Airlines disse que ofereceria apoio às famílias das vítimas e que faria o possível para ajudar as pessoas afetadas pelo acidente.

Conclusão

O acidente da China Eastern Airlines é mais um exemplo trágico de um acidente aéreo. As causas ainda estão sendo investigadas, mas o incidente destaca a importância da segurança aérea e da necessidade de uma manutenção rigorosa dos aviões. Esperamos que as autoridades obtenham as respostas necessárias para evitar futuros acidentes e que as vítimas se recuperem rapidamente.